Turismo no Centro-Oeste: uma experiência inesquecível



As belezas do Brasil não se resumem apenas ao nosso litoral que, sem dúvidas, é incrível e de uma beleza imensurável. O Centro-Oeste, mesmo não sendo banhado pelo mar, reserva lugares encantadores. A região central do país é rodeada de cachoeiras, cânions, grutas e lagoas, se tornando assim, uma ótima opção para o ecoturismo.


Abaixo, confira o que cada estado da região Centro-Oeste guarda para você e sua família.


Antes de viajar, saiba mais sobre os protocolos de reabertura do destino.


Mato Grosso


Mato Grosso tem uma identidade cultural baseada na integração entre índios sul-americanos, afro e euro-descendentes e migrantes oriundos de vários locais do Brasil.

Na capital Cuiabá e em outras cidades centenárias, como Cáceres, Poconé e Diamantino, o patrimônio arquitetônico traz parte da história do estado em espaços como centros culturais e museus.


O rio Araguaia atrai gente interessada em observar a fauna e se divertir com a pesca esportiva. Além de animais exóticos, aldeias indígenas, grutas e cachoeiras, um dos atrativos que podem ser apreciados na região é a Ilha do Bananal, maior ilha fluvial do mundo, na divisa entre Mato Grosso e Tocantins.


A 64 km da capital, você pode visitar o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, unidade de conservação de grande variação paisagística, com cenários que vão desde o campo limpo, onde predomina uma vegetação de gramíneas, até o cerradão, onde são comuns as árvores de maior porte.


Mas, sem dúvida, o Pantanal é a grande menina dos olhos do Mato Grosso. Declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco, o bioma é a maior planície alagável do mundo e é o principal santuário da vida silvestre da América do Sul, acolhendo enorme biodiversidade dos ecossistemas que o contornam (Floresta Amazônica, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Chaco Boliviano).


A alternância entre períodos secos e úmidos faz com que a paisagem pantaneira nunca seja a mesma e torna a região um dos mais belos espetáculos da Terra.


Mato Grosso do Sul


Conhecido por sua biodiversidade, o Mato Grosso do Sul tem no turismo ecológico uma importante fonte de renda, especialmente na região do Pantanal.


Reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, o Pantanal é uma planície que alaga periodicamente e é uma das mais diversificadas reservas naturais do planeta. A principal cidade pantaneira é Corumbá, que tem como principal forte o turismo de pesca esportiva e o ecoturismo.


A Serra da Bodoquena, onde fica o município de Bonito, desenvolveu-se a partir de intensa sedimentação e transformou-se numa rocha calcárea que se estende por 220 km, desde o município de Miranda até Porto Murtinho.


A capital do estado, Campo Grande, marcada pela diversidade de costumes e pela gastronomia, reflete traços culturais deixados pelos índios, pelos migrantes de outros estados e por diversas raças, como a europeia, a sírio-libanesa, a japonesa, a paraguaia e a boliviana.


Goiás


O estado de Goiás destaca-se pelo crescimento econômico, principalmente da pecuária e agropecuária. A culinária goiana também é uma referência em todo o Brasil, e tem iguarias como o delicioso empadão goiano e a pamonha, além do pequi, da guariroba e do sorvete de milho.


Cidades goianas como Caldas Novas, com suas águas quentes, e Pirenópolis, repleta de construções históricas e cachoeiras, entre elas a do Abade e do Lázaro, atraem gente de todo o mundo.


O ecoturismo também é praticado em locais como o Parque Nacional das Emas, habitat de onças pintadas, lobos-guará e tamanduás-bandeira, e em Alto Paraíso, porta de entrada para cachoeiras deslumbrantes, como Almécegas e o Vale da Lua, e para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, declarado pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.


A cultura goiana é rica por festas como a do Divino Espírito Santo e das Cavalhadas, pela literatura de Cora Coralina, pelos festivais de cinema e arte, e pela famosa música sertaneja.


Distrito Federal


O Distrito Federal foi criado para abrigar a nova capital do Brasil. Inaugurada em 1960 pelo então presidente Juscelino Kubitschek, Brasília foi projetada por Lucio Costa e Oscar Niemeyer, e é Patrimônio Cultural da Humanidade.


Sua arquitetura moderna e o contraste harmônico entre o verde e o concreto fazem da capital federal uma cidade única e um destino imperdível.


Brasília tem a maior área tombada do mundo – 112,5 km quadrados – e tem construções famosas como a Catedral Metropolitana de Brasília e a Torre de TV. Outros locais de destaque na cidade são o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek e o Lago Paranoá.


Além da capital, o Distrito Federal tem outros atrativos encantadores, principalmente naturais. O Cerrado, vegetação predominante, é cortado por rios e cachoeiras maravilhosas.

No entorno de Brasília, há também inúmeros hotéis-fazenda onde você pode relaxar, andar a cavalo, tomar banho de rio e apreciar a gastronomia típica da região, que é composta por iguarias de todo o Brasil.


Um dos espetáculos mais lindos do Distrito Federal é o pôr do sol. Não deixe de apreciá-lo.

3,944 visualizações

Posts recentes

Ver tudo